Hoje quero partilhar com vocês a minha experiência com a Bimby na bancada da cozinha.

Tenho a Bimby TM6 a um ano, e já não quero outra coisa.

Existe a ideia generalizada de que, a sua aquisição representa um investimento ainda considerável, mas o que é certo, é que o investimento e utilidade a médio e longo prazo compensam. Por isso, quer tenha ou pretenda comprar, será que sabe o quanto pode poupar com o robô de cozinha – a Bimby?

Fiz contas ao resultado das compras que tenho feito desde que tenho a Bimby, e claro a comparação ao que antes gastava e o que gasto agora, a nível económico e tempo.

Uma garrafa de gás dura-me quase dois meses, poupança. Passei a usar mas o forno, mas mesmo assim consigo poupar. Logo, esqueçam aquela coisa de gastar mais gás com o forno. Em relação à conta da luz o valor manteve-se, ao contrário do que pensam algumas cabeças, a conta não aumentou com o uso diário e regular do robô de cozinha.

Compras no supermercado e mercado tradicional, o valor mensal do gasto diminui, salvo aqueles meses que temos de comprar produtos de higiene e detergente, claro.

Comi bem, até porque considero me uma pessoa que tem uma alimentação equilibrada, e fiz diversas receitas adaptadas a minha alimentação e gosto.

Uma das coisas que mais gosto é as sopas, com um sabor e textura maravilhoso.

Reparo que poupo mais, porque no inicio do mês faço sempre as compras gerais do que me falta em casa, desde azeite, massas, farinhas, legumes frescos, fruta, entre outros e depois ao longo do mês só vou comprando o que vou precisando para as receitas do dia-a-dia. Antes não tinha por hábito congelar fruta e aproveitar ao máximo os alimentos, o que comecei a fazer para usar em algumas receitas e assim evitar as frutas enlatadas, poupança.

Uma das coisas que notei, foi o consumo de ovos, esse aumentou se dúvida. Mas por outro lado, deixei de comprar iogurtes, pão, gelados, farinha e aveia, farinha de arroz, bebidas vegetais, entre outros, porque passei a fazer tudo com na Bimby. Por exemplo, pizzas, adoro a massa de pizza e é umas das coisas que deixei de comer fora, poupança.

Houve um pequeno investimento da minha parte em alguns utensílios de cozinha, desde de rolo da massa, formas para as bolachas, forma para bolos e forma para fazer croissant. Mas mesmo assim, continuo fascinada com as coisas que posso fazer, e tento aproveitar tudo, quanto posso, claro. Outra coisa que é fantástica, é a facilidade em aproveitar tudo ao máximo e zero de desperdício, para não falar que as receitas são muito mais saudáveis. Para quem tem problemas de saúde ou mesmo preza a sua saúde, e quer reduzir no consumo de temperos e sal, as receitas são ótimas.

A mim faz todo o sentido. E se faz sentir, faz sentido 🙂.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.