Hoje venho aqui falar um pouco sobre a importância da higienização e manutenção dos equipamentos e utensílios, sendo, estes na minha opinião, muita vez esquecidos por longo período, e que só é feita a sua limpeza e reparação quando o equipamento deixa de trabalhar ou apresenta falhas no seu funcionamento.

Neste artigo venho uma vez mais destacar a importância da higienização de equipamentos e utensílios, evidenciando que na alimentação tudo o que entra em contacto, direto ou indiretamente, com os produtos alimentares influência na sua segurança e qualidade alimentar.  

As boas práticas de higiene exigem uma limpeza eficaz e regular dos estabelecimentos, equipamentos, utensílios e boas práticas de higiene pessoal.

Qualquer estabelecimento do setor alimentar as condições higiénico-sanitárias e a sua manutenção são requisitos fundamentais para a segurança e qualidade dos alimentos. A contaminação dos alimentos é o somatório de várias etapas dos processos, desde a matéria-prima, o contacto com as superfícies (bancadas de trabalho), equipamentos, utensílios, condições de manuseio, qualidade da água e do ar, e até a correta higienização e correta utilização dos produtos de limpeza utilizados. Tudo isto são fatores que realizados de forma incorreta torna os produtos acabados contaminados.

A forma de assegurar a qualidade e segurança dos alimentos, é a implementação de sistemas e programas bem elaborados de higienização e sanitização industrial, que quando implementados e monitorizados diariamente são uma mais-valia para a empresa.

A sanitização é um conjunto de procedimentos higiênico-sanitários visando garantir a obtenção de superfícies, equipamentos e ambientes com características adequadas de limpeza e baixa carga microbiana residual, evitando a recontaminação de ambientes, superfícies de trabalho e produtos alimentares.

A higienização é um componente essencial dos programas de sanitização, e geralmente são efetuadas com a aplicação de agentes químicos tais como detergentes próprios para indústria alimentar. Já a sanificação compreende a destruição parcial dos contaminantes aderidos às superfícies através do uso de desinfetantes ou sanificantes adequados. Para uma perfeita sanificação, a higienização é essencial, mas é importante completar a higienização com a desinfeção no final do processo.

O controlo de sanidade dos equipamentos e utensílios é mais uma forma de garantir a segurança alimentar. É importante uma boa higienização e sanificação nas empresas do ramo alimentar, porque é através delas que muitas contaminações são evitadas.  É importante que todos os processos estejam alinhados fazendo com que o produto final seja seguro e aceitável. Assim sendo, é fundamental que os equipamentos e utensílios estejam em pelas condições de funcionamento e higiene.

Os equipamentos e utensílios devem ser higienizados de forma correcta e com os produtos adequados para a indústria alimentar, sendo que vão estar em contacto directo ou indirecto com os alimentos, e devem ser protegidos de contaminações físicas e contaminações cruzadas.

Uma boa ferramenta para ajudar neste controlo de limpeza e desinfecção dos equipamentos e utensílios é utilizar um procedimento operacional padrão e respectivo registo de acordo com a descrição de cada tipo de equipamento e utensílios e fazer o seu controlo todos os dias ou todos os meses.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.