Há quem lhe chame a melhor ajudante de cozinha, fada do lar, varinha de condão, ou, simplesmente, a melhor amiga na cozinha (como eu lhe chamo). A verdade, é que depois de adquirimos a Bimby, a nossa vida na cozinha, nunca mais é a mesma. Tudo é possível de se fazer em casa e aquele medo ou receio, e que não tenho jeitinho para a cozinha, acaba. Fantástico não é?

Mas para tirar o máximo partido da nossa amiga, rentabilizar o investimento e conseguir, deste modo, ter mais tempo para fazer o que mas gostamos, partilho, com vocês, algumas dicas e truques que nos ajudam neste processo. Maravilhoso!

Para começar, é importante conhecer bem a nossa amiga, e perceber como funcionam os tempos, cada uma das suas funções e quais as temperaturas adequadas a cada uma para fazer ainda mais, por menos.

Ora vejamos,

DICAS

Temperaturas

Para conseguirmos o melhor de cada receita, é necessário sabermos usar a máquina de forma correta, e isso passa por sabermos a temperatura certa para cada confeção. Como por exemplo:

  • 37ºC: ideal para aquecer comida de bebé, ingredientes líquidos de massas lêvedas e para bater bolos;
  • 50ºC/60ºC: banho-maria para derreter chocolate e aquecer o leite para fazer iogurtes;
  • 70ºC/80ºC/90ºC: banho-maria para molhos, cozinhar com leite ou com natas:
  • 100ºC/120ºC: para guisar, estufar ou cozer, cozinhar a vapor e em papelote, refogar, saltear e fazer reduções.

Cozinhar e poupar

Na sua forma mais simples, a Bimby já é uma ótima ajudante que vai otimizar o tempo que passa na cozinha e ainda nos ajudar na poupança do orçamento, no entanto, há vários dicas para conseguir ainda mais e melhor. Como por exemplo:  

  • Cozinhe em três níveis: use o copo, o cesto, a varoma e o tabuleiro da varoma para fazer mais do que uma receita ao mesmo tempo. De uma só vez, pode fazer sopa, prato principal e até a sobremesa;
  • Potencie a varoma: quando fizer sopa, ao mesmo tempo, prepare o prato principal ou a sobremesa na varoma; coloque os ingredientes em papel vegetal para os sabores não se misturarem;
  • Dê uso à borboleta: use a borboleta para bater o puré de batata e não ultrapasse a velocidade 3 para conseguir um puré mais leve e fofo;
  • Legumes: aqueles que precisam de ser cortados (batata, cenoura, abóbora, etc.), devem ser partidos em pedaços pequenos, do mesmo tamanho, para cozerem uniformemente.

Truques

1.Utilizar o copo de medida para moldar biscoitos:  Uma das grandes utilidades do copo é medir as quantidades dos ingredientes, mas não é só, este utensílio é espectacular para moldar biscoitos. Ficam iguais, com um amanho bom e a massa não cola. Que maravilha.

2. Separar as gemas das claras: Partir o ovo em cima da tampa, com a tampa posta, levantar ligeiramente o copo de medida, e esperar que a clara escorregue para dentro do copo. Simples, fácil e eficaz.

3. Utilizar a varoma como escorredor para massas e vegetais:  Para os dias em que cozinhamos este tipo de alimentos em grande quantidade, a varoma pode ser usada como escorredor. Tem muito mais capacidade do que um de tamanho normal, e não deixa a água transbordar. Só vantagens.  

4. Substituir o cesto pelo copo de medida para obter compotas perfeitas: Quando cozinhamos compotas ou caldas, é necessário que o vapor saia, para que reduzam, e fiquem no ponto. Contudo, o copo de medida retém o líquido, e a receita acaba por não atingir o resultado esperado. No entanto, se substituirmos este utensílio pelo cesto, o vapor acaba ser libertado, sem retenção de fluídos desnecessários, deixando as nossas caldas e compotas bem apuradas. 

5. Não usar a borboleta acima da Vel. 4:  A borboleta é sem dúvida uma das peças mais espectaculares da Bimby, mas, quando usada acima da vel. 4, as lâminas podem corta-la, e deixa pedaços de plástico na comida, o que pode ser perigoso  prejudicial para a nossa saúde.  

6. Adicionar leite aos restos de chocolate: Sempre que derretemos chocolate, os restos ficam agarrados à base da lâmina, e acabam por se perder na lavagem. No entanto, há uma forma deliciosa de os aproveitar: Adicionar 300 gr de leite, e triturar 5 seg/vel 8. Depois, é só aquecer durante 5 minutos a 80ºC/ vel. 4. e ficamos com um delicioso chocolate quente, e zero desperdício. Só vantagens e coisas boas.

7. Bater as claras em castelo no início da receita:  Não há coisa pior, que a meio da receita lavar o copo da bimby, como por exemplo, no caso da mousse de chocolate, preparar a receita quase toda, ter o copo super sujo, e, no fim, ser necessário bater claras em castelo, em que é necessário o copo estar limpo. Para evitar esta situação e outras situações que aconteçam, antes de mais, ler a receita até ao fim e verificar os passos. Desta forma, evitamos desperdiçar tempo, detergente e ingredientes.  

Para mais dicas, truques, ou até mesmas sugestões de refeições, para fazermos ainda mais com a nossa amiga, consultar o livro a “A Bimby Faz”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.