Ora bem, em tempos de crise, a Bimby tem sido uma grande “Amiga”.

Com a “amiga” na bancada da cozinha, permite fazer poupanças acrescidas, ao mesmo tempo que controla a qualidade dos meus produtos sem abdicar das minhas preferências, e permite fazer ainda mais coisas com menos dinheiro, e coisas que não me atrevia a fazer normalmente em casa e comprava já feito.

Para quem já domina a arte da cozinha, ter uma “amiga” é uma ótima parceira da poupança a nível económico e a nível de gestão de tempo. E como a moda é poupar, mas ao mesmo tempo estar com a família e amigos em convívios sociais, a “amiga” é a oportunidade para receber os amigos e família em casa, preparando rápidas e deliciosas refeições, lanches, sobremesas com pouco dinheiro e em fração de tempo.

Com a nossa “amiga” conseguimos poupar em:

  • Tempo

A “amiga” permite-nos programar a confeção das nossas refeições, por isso, durante esse tempo, podemos realizar outras tarefas domésticas, cuidar da casa e dos filhos, trabalhar ou até mesmo descansar, sem a preocupação de mexer, ou que vai queimar. Até porque, com a “amiga”, os nossos alimentos são cozinhados a temperaturas certas para aproveita todos os benefícios do alimento, como por exemplo os refogados. Acabou-se o problema de já ter passado tempo de mais.

Outra vantagem é cozinhar em modo pirâmide, ou seja, preparar várias refeições ao mesmo tempo, como por exemplo, prato principal (sopa), prato secundário cozer arroz, legumes, peixe ou carne) e sobremesa.

  • Espaço

A “amiga”, para além de preparar mais que uma refeição ao mesmo tempo, também nos proporciona 12 electrodomésticos e utensílios de cozinha num só, como, balança digital, liquidificado, máquina de amassar massas, máquina de fazer iogurtes, panelas para cozer a vapor, moinho de café, máquina de sumos, picadora ou 1,2,3, varinha mágica, entre outros, ocupando, apenas, o espaço de uma folha A4 e poupando a nível económico, pois se fizermos as contas a cada electrodoméstico com boa qualidade ultrapassamos o valor da nossa “amiga”.

  • Saúde

Pode poupar na sua saúde, e eventualmente a nível económico, se optar por fazer as suas refeições com a ajuda da sua “amiga”, com produtos frescos e da época, como gelados, iogurtes, caldos de carne, caldos de peixe ou de legumes, sumos, pão, bolachas, e papas para bebé, evitando muitas idas ao supermercado e evitando comprar produtos alimentares com corantes e conservantes.

Ao seleccionar os ingredientes pode ainda controlar as quantidades de açúcar, sal, temperos a serem utilizados, bem como confeccionar inúmeras refeições sem corantes nem conservantes, tornando-as assim mais saudáveis.

  • Sobras de comida

Dê vida as sobras de refeições para poupar, como por exemplo, carne assada que sobra do jantar pode ser picada para o almoço do dia seguinte; pão seco e duro pode ralar e transformar em pão ralado. A “amiga” pica, rala, bate, amassa, mói, tritura, pesa, emulsiona, cozinha a vapor, entre outras funcionalidades. Aproveitando ao máximo os seus produtos alimentares e zero de desperdício.

  • Energia e meio ambiente

Como podemos concluir, a “amiga” é económica e ecológica, porque consome pouca energia e evita que compre múltiplos e desnecessários aparelhos electrodomésticos. Além disso, ainda o ajuda a reduzir a sua pegada ecológica, pois usará menos o fogão, contribuindo para uma menor emissão de dióxido de carbono e diminuindo nos desperdícios alimentares, rentabilizando ao máximo as sobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.